22 julho 2012

Não dar o dízimo é pecado?

Meus irmãos visitantes e aqueles que não são irmãos, a todos "que prazer ver este blog lido, relido, virado pelo avesso, em crescente escalada". Obrigada pelas visitas. Vamos analisar hoje um ponto delicado, o dízimo nas igrejas evangélica. Sem ele a igreja não anda, não tem como crescer, pagar salário do pastor, comprar material para as classes, comprar material para ceia, deixar o templo bonitinho e mesmo comprar um terreno para construir uma igreja. As  igrejas evangélicas não são como a Católica,  ganham o terreno  da prefeitura, em todo território da nossa Nação brasileira.

Nas igrejas evangélicas a situação é diferente. Os irmãos usufruem de tudo na igreja, do espaço, do conforto, da boa vontade do pastor, até mesmo da Ceia. Então eu lhe pergunto meu irmão: se você tivesse um compromisso financeiro com alguém e não honrasse este compromisso, desse o calote, você estaria ou não cometendo um pecado diante de Deus? Sim estaria em pecado. Mas, na lista dos pecados, não dar o dízimo não consta como pecado, ele é mais um ato de consciência do crente para com  a realidade da igreja.

Dar o dízimo é compromisso e tem muitas formas de dar o dízimo que na verdade deve ser sobre tudo que fazemos e recebemos. Nós temos um compromisso com Deus meu irmão. Todos devemos fazer porque é bíblico.

Veja abaixo alguns versículos da Bíblia sobre o dízimo:

"Todos os dízimos da terra - seja dos cereais, seja das frutas - pertencem ao Senhor; são consagrados ao Senhor. Se um homem desejar resgatar parte do seu dízi­mo, terá que acrescentar um quinto ao seu va­lor. O dízimo dos seus rebanhos, um de cada dez animais que passem debaixo da vara do pastor, será consagrado ao Senhor. Levítco 27:30-32

Cada um dê conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. II Coríntios:9-7

Tragam o dízimo todo ao depósito do templo, para que haja alimento em minha casa. Ponham-me à prova", diz o Senhor dos Exércitos, "e vejam se não vou abrir as comportas dos céus e derra­mar sobre vocês tantas bênçãos que nem terão onde guardá-las. Malaquias 3:10

No tempo AC e início da era cristã o dízimo era usado para comprar alimentos para os apóstolos, os quais eram sustentados pela igreja. Os apóstolos não tinham casa fixa, andavam de casa em casa. O dízimo era usado para ajudar as viúvas pois não existia aposentadoria. Hoje os tempos são outros.

O dízimo é uma questão de cumprimento de ordem e consciência da situação.Portanto irmão, se você não é dizimista, reflita nestas palavras e experimente a Deus sendo fiel em tudo, inclusive no dízimo. Você se surpreenderá como resultado.

Carinho, graça e paz a todos.
Por Alda Inácio

3 comentários:

Helio Hiller de Mesquita disse...

Concordo plenamente com o autor do texto. Infelizmente, recentemente, fiz uma revisão e estudo sobre o dízimo para conscientizar a minha igreja e verifiquei que muitos pastores e líderes pregam contra o dízimo (?). Não consegui entender as suas argumentações, que me pareceram malabarismos bíblicos e uma tentativa de agradar homens. Sempre fui dizimista em mais de 38 anos de cristianismo e não me arrependo. Sempre percebi a mão de Deus intervindo nas minhas dificuldades, cumprindo as suas promessas quanto aos que assim procedessem. Nunca vi um dizimista estar triste por ser fiel nos dízimos e ofertas. Para esclarecer: NÃO SOU PASTOR! Apenas um cristão consciente das verdades bíblicas.

machado77 disse...

EU SIGO O MANDAMENTO DE II Coríntios:9-7,SEM OBRIGAÇÃO DE 10%.

Amor verdadeiro disse...

Sou totalmente contra pastores enriquecerem às custas das ovelhas,compreendendo que é preciso que haja uma maior transparência em relação à arrecadação da igreja diante de seus fiéis,uma igreja de médio ou grande porte consegue se manter apenas com ofertas...Já as pequenas sem dízimos teriam que fechar asportas...É preciso compreender tbm que o maior interessado em ver a igreja passar por privações é o inimigo, por outro lado é necessário os fiéis manterem o local onde se reúnem para adorar a Deus.
A igreja que eu faço parte todos os fiéis tem acesso aos relatórios mensais,todos tem acesso à informações de quanto entrou,quanto gastou,com oque gastou e quanto resta,nos dias atuais é preciso transparência,até mesmo para não fazer as pessoas pecarem... sou dizimista e não acho errado, o erro está na liderança,na forma de usar o que é arrecadado.
Fiquem todos na paz do Senhor Jesus Cristo.

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.