11 junho 2012

A coexistência da predestinação e do livre arbítrio

OBS: este texto é inédito, complexo, nunca antes cogitado e peço ao leitor para tomá-lo apenas  como ponto de reflexão. Aos irmãos que não concordarem com este estudo, peço que apenas continue crendo em Jesus Cristo como seu único salvador.

No meio Batista onde eu me batizei é conhecido o chamado para aceitar Jesus em todos os cultos; o pastor faz um apelo e  convida aqueles que ainda não se entregaram a Jesus para irem à frente e aceitá-lo. E foi assim que eu aceitei Jesus na primeira visita feita à Primeira Igreja Batista de São Paulo em 1985.

Este chamado está inserido na crença do Livre arbítrio, onde é você quem decide se quer ou não aceitar Jesus e segui-lo, posteriormente sendo batizado e seguindo uma vida regrada, santificada como crente.

Esta doutrina que prega o Livre arbítrio está nas igrejas Batistas, Assembléia de Deus, Cristã do Brasil, Deus é amor, Renascer, Pão da vida, Adventista e outras. E se opõe a ela a doutrina da Predestinação pregada unicamente pela igreja Presbiteriana.

Eu queria entender estas oposições e passei a estudar e quanto mais me aprofundava no estudo mais sentia que havia uma relação de proximidade muito estreita entre estas duas questões. A resposta veio depois de muitos estudos.
É muito complicado pensar e ver o mundo como  Deus o faz, sendo que ele está fora da linha do tempo; nós estamos dentro da linha do tempo, isto é, só vivemos o hoje, temos apenas memória do passado e não sabemos nada do futuro. Já Deus está olhando a linha do tempo como um telespectador olha uma novela. Ele vai do futuro para o passado e do passado para o futuro, sendo que para ele tudo é "hoje".

No exemplo da novela, eu como telespectador, fico na posição de Deus, gravo a novela e folheio do princípio ao fim e do fim ao princípio e posso escolher os melhores atores. Por exemplo, uma novela com 50 personagens, eu me proponho  escolher os 10 melhores. Neste caso os personagens tiveram Livre arbítrio para desempenhar como quiseram seus papeis; eu devo  escolher os personagens que melhor desempenharam seus papéis e posso predestinar a eles o troféu que eu quiser. Posso predestinar uma vida eterna para eles, como premio por terem feito bem o papel deles na novela da vida.

Desta forma, Predestinação é um ato fora da linha do tempo e Livre arbítrio é algo que se passa dentro da linha do tempo. Predestinação é um ato feito por Deus depois que ele analisou toda a existência humana, analisou a linha do tempo, até o fim dos tempos, escolheu "os seus" entre todos os seres humanos que tiveram Livre Arbítrio para seguir a Cristo ou dizer não a Cristo.

Mesmo se você disser que Predestinação é algo que vem "antes" de tudo.... como é possível saber o que vem antes e o que vem depois num ato fora da linha do tempo? O antes e o depois só podem ser entendidos dentro da linha do tempo.  Assim, concluí que Predestinação e Livre arbítrio são coexistentes. E creia, é preciso orar muito e estudar a Bíblia muito  para entender e descrever em poucas linhas o resultado deste estudo.

Portanto meu querido leitor, se você ainda não aceitou Jesus Cristo como seu salvador, veja bem a responsabilidade que o seu ato de desprezo ou menosprezo pode representar para você mesmo.

Feliz, por amor a Cristo,  muita paz a todos.

Alda Inacio

Nenhum comentário:

Que Deus acompanhe você em tudo que fizer. Volte sempre.